Salão de Humor de Piracicaba repudia decisão de recolher HQS na Bienal do Rio de Janeiro

Post 5 de 489

O Salão Internacional de Humor de Piracicaba vem a público informar que repudia veementemente a decisão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, de recolher exemplares da HQ intitulada “Vingadores – A Cruzada das Crianças” da Bienal do Livro, ocorrida naquela cidade.

 

Em uma das páginas do livro há uma imagem de beijo entre dois personagens masculinos. O chefe do executivo carioca argumentou que o material reúne “conteúdo sexual para menores” e que sua decisão tem como objetivo “proteger as crianças”. O caso foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a liminar do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), que permitia a apreensão das HQs.

 

Criado em meio ao sombrio período da ditadura militar, em 1974, o Salão Internacional de Humor de Piracicaba tem se estabelecido, ao longo de seus 46 anos, como um espaço plural, de incontestável respeito à liberdade de expressão e à diversidade.

 

É lamentável que, em pleno ano de 2019, ainda exista quem acredite que uma mera imagem de um beijo entre dois homens possa representar algum tipo de perigo para crianças e, motivado por tal crença, tome uma atitude de repressão à criação literária.

 

A Bienal do Livro do Rio de Janeiro foi encerrada no último domingo (8), mas o Salão de Piracicaba, uma das grandes vitrines artísticas da atualidade, referência em diferentes países, se mantém contra qualquer tipo de censura e permanecerá atento aos desdobramentos do caso.

 

 

Muito humor e amor a todos(as)!

 

Salão Internacional de Humor de Piracicaba

MENU